quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Parábola para refletir...


Adoro parábolas! Quando estamos num momento de crise, de sofrimento, de perda, tentamos buscar uma explicação plausível para o que está acontecendo em nossas vidas. Nessa situação procuramos obter ajuda de amigos, ler livros, ou mesmo fazer um exercício muito comum: auto-punição. Tudo para tentar entender o que está se passando com a gente. Nesse sentido, acho bárbaro o papel das parábolas. Elas são histórias simples, que passam ensinamentos muito diretos e, ao mesmo tempo, muito poderosos, pois tocam em pontos certeiros que nos forçam a reflexão. Uma delas faço questão de colocar aqui, pelo sua contundência... não tem como não identificar nosso velho hábito de julgar...
As aventuras e desventuras de um camponês

"O único problema com a tristeza, desesperança, raiva, desamparo, ansiedade, angústia, miséria, é que você quer se livrar delas. Essa é a única barreira. Você terá que conviver com elas. Você simplesmente não pode escapar. Estes são a própria situação na qual a vida precisa se integrar e crescer. São os desafios da vida. Aceite-os, pois são bênçãos disfarçadas.

Um homem tinha um belo cavalo, e o cavalo era tão raro que mesmo imperadores pediam ao homem que o vendesse, pelo preço que quisesse, mas ele recusava. Uma manhã, ele descobriu que o cavalo havia sido roubado.A aldeia inteira reunida solidarizou-se com ele, e disseram: “Que desgraça! Você podia ter conseguido uma fortuna, as pessoas estavam oferecendo tanto dinheiro. Você foi teimoso e tolo. Agora o seu cavalo foi roubado.”Mas o homem apenas sorriu e falou: “Não digam bobagens! Apenas digam que o cavalo não está mais no estábulo. Deixem o tempo passar, então veremos.”E aconteceu que depois de quinze dias o cavalo retornou, e não estava sozinho. Trouxe consigo uma dúzia de cavalos selvagens da floresta. A vila inteira reuniu-se e disseram: “Ele estava certo! Seu cavalo está de volta e trouxe com ele mais doze lindos cavalos. Agora ele pode ganhar todo o dinheiro que desejar.” Eles chegaram para o homem e disseram, “Desculpe-nos. Não pudemos entender o futuro e os caminhos de Deus, você, porém, é formidável! Você sabia alguma coisa sobre isso; deve ter previsto o futuro.”Ele disse, “Besteira! Tudo que sei é que agora o cavalo retornou com outros doze cavalos – o que vai acontecer amanhã, ninguém sabe.”E no dia seguinte aconteceu que o único filho desse homem estava tentando montar num novo cavalo quando caiu, e suas pernas ficaram quebradas. Toda a vila reuniu-se novamente e eles disseram: “A gente nunca sabe – você estava certo; isso provou ser uma maldição. Teria sido melhor se o cavalo não tivesse voltado. Agora seu filho irá permanecer aleijado para o resto da vida.”O velho homem disse, “Não tirem conclusões apressadas! Esperem e vejam o que irá acontecer. Digam apenas que meu filho quebrou suas pernas – isso é tudo.”Depois de quinze dias aconteceu que todos os jovens da cidade foram forçadamente convocados pelo governo, porque o país estava prestes a entrar em guerra. Somente o filho desse homem foi deixado pois ele não tinha nenhuma utilidade. Todos se reuniram e disseram: “Nossos filhos foram levados! Você pelo menos tem seu filho. Pode ser que ele fique aleijado, mas está aqui! Nossos filhos se foram, e o inimigo é muito mais forte; todos eles serão mortos. Na nossa velhice não teremos ninguém para cuidar de nós, mas você pelo menos tem o seu filho e talvez ele possa ser curado.”Mas o velho disse, “Digam somente isso – que seus filhos foram levados pelo governo. Meu filho foi deixado, mas não se pode concluir nada além disso.”Limitem-se aos fatos! Não recebam nada como uma maldição ou uma bênção. Não as interpretem e, subitamente, vocês verão que tudo é belo." _ Osho

Um comentário:

Yne disse...

Oi! eu estou em um momento dificil, resolvi estudar em outro pais e tenho que me esforçar muito para estudar em dobro e mesmo ssim nao é suficiente...estava tentando analisar o que estou vivendo e se eu tvesse resolvido fazer o meu mestrado no Brasil seria mais facil..en fim, eu tamém gosto muito das parabolas e resolvi procurar uma quando encontrei essa no seu blog! gostei!!

tenha uma otima semana